sexta-feira, 10 de julho de 2009

Calvin e Haroldo (Calvin and Hobbes)


Cavin and Hobbes foi criado (desenhado e escrito) pelo cartunista Bill Watterson. Trata-se de uma tirinha de humor sobre a vida de um menino, o Calvin, e seu tigre de pelúcia (que para Calvin é um tigre de verdade), o Hobbes. Diversos outros personagens interagem com eles, como amigos de escola, parentes, etc.


Diversos assuntos são tratados nas tirinhas, passando por assuntos sobre o meio ambiente, política, educação, etc. Geralmente é tomada uma abordagem filosófica, sempre com a queda pro lado do humor, que é bem sutil, por diversas vezes.


O nome Calvin foi inspirado no John Calvin, um teólogo francês do século XVI e o nome Hobbes inspirado no Thomas Hobbes, filósofo inglês do século XVII.


Uma das coisas que acho esquisitas recai sobre a velha polêmica das traduções, como a Lu já comentou bastante em seu blog Biblioteca da Lu. Aqui no Brasil o nome da tirinha acabou ficando como “Calvin e Haroldo”.

Calvin tudo bem... mas Haroldo? De Hobbes pra Haroldo ficou meio esquisito, em minha opinião. Ainda mais, justamente por Haroldo não ter nada a ver com Hobbes, o filósofo. Aliás, não sou o único a criticar essa tradução em particular.


Existe um blog, chamado Depósito do Calvin, que eu visito constantemente há muito tempo. Tem um acervo enorme de tirinhas, além de muitas outras informações sobre a história.


Achei interessante a maneira como o Watterson criou a tirinha. Ele trabalhava num emprego lidando com anúncios e publicidade, emprego que ele achava um saco. Pelo que andei lendo, isso da a entender que ele começou a desenhar e criar as histórias nesse emprego; assim como muita gente desenhava e inventava besteiras durante a escola, nas aulas mais chatas. Uma maneira perfeitamente normal de se criar algo.


Acho que existe certo preconceito quanto a isso, é compreensível, né. Quem é que ia imaginar que de uns desenhos feitos em uma hora de tédio iria surgir uma carreira, uma maneira de se sustentar e levar a vida?


Acabou que o produto que surgiu daí foi muito interessante. É uma das tirinhas que mais curto, por isso falo sobre ela aqui, bem sucintamente; no Deposito do Calvin existem informações mais completas e detalhadas, é material pra horas e horas no PC, para quem gosta do assunto.


Reblog this post [with Zemanta]

4 comentários:

.:.A Luciana.:. disse...

Bond... exatamente no trecho que você explicava a origem dos nomes dos personagens, eu me perguntava que diabos Haroldo e Hobbes tem a ver, né? Aí, nos parágrafos seguintes, você citou a problemática (óia nóis com nível acadêmico!) da tradução/adaptação dos nomes.

Pô... perde-se a referência, né! A pessoa fica sem aquela coisa de "Oh... Hobbes, o tal filósofo... Hobbes, o da tirinha... os dois filosofando e tals"...

Essas traduções...

Fora isso, usar Calvin e Hobbes na sala de aula é o máximo. É perfeito pra qualquer prática que se queira aplicar (produção de texto, história em quadrinhos, interpretação) com um toque de crítica e reflexão.

Muito bom!

.:.A Luciana.:. disse...

Vex... resenhay!

Daniel disse...

Po, né, Lu, kkk nada a ver essas traduções. Já são ruins traduções de frases e tal, traduções de nomes então, pior ainda... ainda mais quando tem um significado como uma homenagem ou referência, coisa de louco, não da pra entender, rsrs.
Quando eu vi a tradução lembrei logo do post no seu blog, tudo a ver, rsrs.

Eu acho que foi por isso que acabei curtindo o Calvin, Lu, usavam bastante na escola, em aulas e provas. Acabou que eu pegava os jornais e ia direto lá nos quadrinhos ler mais, rsrs, aliás, até hoje, a primeira coisa que eu leio no jornal são os quadrinhos, kkkkkkkk.

Valeu ;)

Cy disse...

Infelizes Traduções...

Moooh tempo q nao via nada dessas tirinhas..acho a ultima vex deev ter sido na escola..rsrrs