quinta-feira, 1 de junho de 2017

Resenha: Cujo - Stephen King

Resenha: Cujo – Stephen King

O que falar de uma obra de um dos mais importantes escritores de suspense/terror dos tempos contemporâneos, não é? Stephen King dispensa apresentações, escritor renomado, criador de obras como Carrie - a Estranha, O Iluminado, Cristine, A Espera de um Milagre, Misery, etc; com inúmeras obras já transformadas em filmes e em HQs. O histórico de King é vasto e uma rápida busca na internet pode confirmar isso.

Aqui nessa resenha venho falar de uma de suas obras mais marcantes, pelo menos para mim. Trata-se de Cujo, o doce São Bernardo que se torna um assassino incontrolável e imbatível. Um dos relatos contados no livro mostra claramente, e dolorosamente, a transição de Cujo.

A história, além da linha de suspense, relata a vida de um casal recém mudado de uma cidade grande para uma cidade fictícia no interior do Maine, a pequena Castle Rock. Vic e Donna Trenton, com seu pequeno filho Tad, possuem uma vida tranquila, porém com algumas questões de relacionamento do casal não resolvidas.