segunda-feira, 13 de julho de 2009

Exame de Física incomum

O acontecimento relatado abaixo se trata de um caso de origem duvidosa. Pelo que investiguei na Internet, não consegui obter provas concretas de que ele realmente aconteceu, porém, mesmo que seja ficção, merece a devida atenção, pois se trata de uma pessoa extremamente sagaz possuidora de altas doses de ironia e sarcasmo supremo.
Se isso aconteceu de verdade, imagino que deva ter criado grande tumulto no meio social em questão.

Posto aqui para divulgar essa "saída" que é incrível, na minha opinião. Segue o texto abaixo, retirado do blog: Fábulas


Resposta num exame de física na Universidade de Aveiro. O Dr. X (Evitaremos nomes e quando necessário, serão dados nomes fictícios), do Dep. de Física da Universidade de Aveiro é conhecido por fazer perguntas do tipo: Porque é que os aviões voam?".

A sua única questão na prova final de Maio de 1997 para a turma da cadeira de "Transmissão de Momento, Massa e Calor II" foi:
"O inferno é exotérmico ou endotérmico? Justifique a sua resposta." (ou seja, se o Inferno é um sistema que liberta calor ou que recebe calor).

Vários alunos justificaram as suas opiniões baseados na Lei de Boyle ou em alguma variante da mesma, mas um aluno, escreveu o seguinte: "Primeiramente, postulamos que, se as almas existem, então devem ter alguma massa. Se tiverem, então uma mol de almas também tem massa. Então, em que percentagem é que as almas estão a entrar e a sair do inferno? Eu acho que podemos assumir seguramente que uma vez que uma alma entra no inferno nunca mais sai. Por isso, não há almas a sair. Para as almas que entram no inferno, vamos dar uma olhadela às diferentes religiões que existem no mundo hoje em dia. Algumas dessas religiões pregam que, se não pertenceres a ela, então vais para o inferno. Como há mais de uma religião desse tipo e as pessoas não possuem duas religiões, podemos projectar que todas as pessoas e almas vão para o inferno. Com as taxas de natalidade e mortalidade da maneira que estão, podemos esperar um crescimento exponencial das almas no inferno. Agora vamos olhar para a taxa de mudança de volume no inferno. A Lei de Boyle diz que para a temperatura e a pressão no inferno serem constantes, a relação entre a massa das almas e o volume do Inferno também deve ser constante.

Existem então duas opções:

1) Se o inferno se expandir numa taxa menor do que a taxa com que as almas entram, então a temperatura e a pressão no inferno vão aumentar até ele explodir.


2) Se o inferno se estiver a expandir numa taxa maior do que a de entrada de almas, então a temperatura e a pressão irão baixar até que o inferno se congele. Então, qual das duas opções é a correcta? Se nós aceitarmos o que a aluna Teresa Maria me disse no primeiro ano: "Haverá uma noite fria no inferno antes de eu ir para a cama contigo" e levando em conta que ainda NÃO obtive sucesso na tentativa de ter relações sexuais com ela, então a opção 2 não é verdadeira. Por isso, o inferno é exotérmico."

O aluno António José tirou o único "20" na turma.

A Universidade de Aveiro é uma universidade pública de Portugal, situada em Aveiro.


8 comentários:

Shogun disse...

Já tinha recebido um email uns tempos atráz com essa teoria.

Sinceramente mesmo que seja verdade, é muita punheta mental.

.:.A Luciana.:. disse...

Ihihihihi... também já tinha recebido esse e-mail.

Supomos que a nota 20 seja a nota máxima da questão, eu também teria dado a nota máxima.

É disso que o mundo precisa, de pessoas que saibam explicar coisas difíceis de maneira descomplicada.

Não sei o que o Saga quis dizer com o comentário dele, se o cara viajou ou não... mas eu acho que mesmo viajado o cara foi um gênio, e é isso que falta na escola: pensar significativamente, e não ficar fazendo contas matemáticas impossíveis baseadas em coisas que nunca vão acontecer na face da Terra rs

Sei lá.. .entendeu o que eu quis dizer, Bondico? rs

Daniel disse...

rsrsrs

Na minha opinião, o cara foi altamente irônico. Por que um professor não pode perguntar uma coisa assim, envolvendo uma coisa referente às crenças de casa um com fenômenos físicos. Totalmente contra a ideologia do empirismo. Então acho que o prof. já errou aí.
Aí, ao meu ver, o estudante foi altamente irônico e sarcastico na resposta. Mostrou que entendia da matéria e ao mesmo tempo deu uma tirada violenta no professor, nada a ver a pergunta dele.
Esse tipo de pessoa não é normal de ver por aí, com essa visão e tal.

Essa foi a visão que tive do texto, Lu.
Claro que o cara poderia não ter tido esse trabalho todo em formular a resposta... mas pra quem curte esse tipo de tirada ironica e sarcastica (acredito que o tal estudante deva curtir bastante), é uma grande tentação ter uma oportunidade dessas e não aproveitar.. kkkkkkk
Mesmo que fosse perda de tempo e uma "punheta mental", kkkkkkkk

Cy disse...

AAAh eu nun tinha recibido não..huahuh
Mas mto bom..
Ironico e inteligente!!

Shogun disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Shogun disse...

"pensar significativamente, e não ficar fazendo contas matemáticas impossíveis baseadas em coisas que nunca vão acontecer na face da Terra rs"

"Por que um professor não pode perguntar uma coisa assim, envolvendo uma coisa referente às crenças de casa um com fenômenos físicos."

Vocês explicaram o que resumi com uma frase: PUNHETA MENTAL

Rs

edyvan disse...

Achei a resposta bem inteligente e verdadeira, embora ache que ele deveria te ruma pouco mais de amor próprio e desistir dessa mulher, pelo jeito que ele é tratador e ainda sim possui o mesmo objetivo.

edyvan disse...

Realmente ele pode ser um gênio, e talvez seja, talvez ele não a deseje mais, mas como esta mulher feriu seu orgulho ele agora não deseja ir para a cama com ela não pelo desejo original mas para provar para ela e para si mesmo que pode.