domingo, 6 de dezembro de 2009

Recursos extras para o Twitter


Como sempre, navegando pela net (apesar dos contratempos oriundos da baixa qualidade de serviço da empresa que me presta serviços aqui nesse fim de mundo) e lendo revistas, descobri alguns sites que liberam uns recursos interessantes para quem curte o Twitter.



O primeiro deles é o Twitdir. Ele funciona como um diretório de contatos e também um buscador. Nele você pode buscar alguém dizendo algo sobre sua descrição, localização, etc. O Twitdir também mostra as pessoas que são mais seguidas, as que seguem mais contatos, as que tem mais recomendações nos favoritos e também as que tem mais atualizações, mundialmente falando.


Aí, como o próprio Twitter, tudo depende de como você vai usar esse recurso. Ele pode te dar um resultado altamente útil, dependendo dos seus objetivos, assim como pode também te informar um monte de abobrinhas virtuais.


Para quem segue e tem muitos seguidores, é uma boa ideia dar uma visitada no Twerp Scan. É ótimo para organizar seguidores, e seguidos. Ele possui uma ferramenta útil que descobre se tem algum perfil fake te seguindo, os famosos seguidores fantasmas. Vale a pena dar uma checada lá.


Outro recurso é o Twazzup. Ele funciona como um pesquisador de popularidade de termos. O principio ideológico de funcionamento dele lembra o do Google Trends. Creio que os dois , aliados, são uma arma analisadora de estatísticas perfeita. É só digitar um termo e mandar procurar; ele busca em fontes diversas, em tuitadas alheias, em notícias, em artigos, etc. Bem diversificada é sua pesquisa. Esse eu já favoritei aqui.


Agora, um outro recurso, que o campeão de usuários, que aliás, eu mesmo uso, é o Twitterfeed. Para quem tem blog ou quer divulgar outro blog, ele é a escolha perfeita. Basta fornecer ao Twitterfeed o endereço RSS do blog em questão, que sempre que um post for efetuado nele, automaticamente é liberado uma tuitada para seus seguidores. Neste exato momento que postei aqui lá está uma tuitada informando o título da minha postagem e um breve link.


Por vezes me surpreendo ao ver o poder que tem essas redes sociais. O poder de influência que tem certas personalidades como os usuários mais seguidos no Twitter por exemplo. Tomando como exemplo o ator Ashton Kutcher, ou o Barack Obama. Qual é o poder da palavra dessas pessoas?
Imagina se o Obama diz, por exemplo (situação totalmente hipotética e absurda): “Eu visito sempre o blog Sagacidade e Panz, é legal lá! YEAH, Man!”. Quase 3 milhões de pessoas iriam ficar cientes disso e o impacto de visitas deste humilde blog ia pular  para além das camadas terrenas. Isso sem falar que desses quase 3 milhões muitos iriam retuitar para outras pessoas e assim a propaganda iria proliferar quase infinitamente pela web.


É o poder da mídia ao alcance de todos. Antes era (e ainda é) no rádio, ou na TV; o quanto vale a palavra televisionada de um apresentador âncora em horário nobre? Nos EUA, anunciantes pagam 3 milhões de dólares por um comercial de 30 segundos no horário do Super Bowl, o clássico campeonato de futebol americano. Ou seja, lidar com pessoas em grande quantidade, movimenta muito capital por aí. A internet trouxe isso para o alcance de todos; e não faltam exemplos de pessoas normais do dia a dia que de uma hora para a outra, por causa de uma simples ideia, começaram a receber mundos e fundos.


Os recursos virtuais são ilimitados, ferramentas mil, basta sabe usar. Um dia eu aprendo. (risos)
Reblog this post [with Zemanta]

Nenhum comentário: