quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

BrOffice, uma opção contra o domínio microsoftiano

Com esse texto que escrevo agora, me liberto do domínio do Pacote Office da Microsoft. Já não dependo mais do Bill Gates e sua corporação, pelo menos no quesito Office. Espero sinceramente que os programas de código aberto dominem sempre mais e mais fatias de usuários do mundo. Chega de exploração!



Por falar em software de código aberto, descobri agora (realmente não sabia disso, ando muito desinformado) que existe apoio e incentivo da parte do governo federal para o aumento da atuação do software livre. Nesse portal do governo federal existem mais informações sobre o assunto.


Enfim, focando no assunto que quero tratar... O que aconteceu foi o seguinte. Eu, na minha ignorância e desatenção, fui atualizar o Windows e, já que estou o atualizando, por que não atualizar o Office também?
Resultado: Pane no Office.
Misteriosamente, só o Word continuou operante. Agora, Excel, e outros acharam o final de sua existência binária simples no ambiente operacional do meu PC.


O que fazer então nessa situação? Andei lendo uns sites e blogs por aí sobre o famigerado assunto das atualizações que já afetaram muitos desavisados feito eu, e cheguei a uma conclusão final (pelo menos por enquanto). Por que não experimentar o software de código livre BrOffice?


Já ouvi muito falar sobre ele, nunca negativamente. Então, resolvi tentar. Baixei, instalei e cá estou eu a utiliza-lo. Como são muitos os recursos e avançadas as áreas, falarei do básico que notei, li no site:


  • Ele funciona em várias plataformas operacionais, como o Windows, Linux, Mac e outros;
  • Existe vários idiomas disponíveis;
  • O ambiente visual dele é bem similar ao Office da Microsoft, e ele ainda reconhece normalmente os arquivos gerados no Office “normal”.


É interessante também a interação entre todos os programas do pacote. São bem mais integrados do que os do Office “normal”. Considerando os comandos, compartilhamento de recursos, como verificação ortográfica, dicionário de sinônimos, etc.


Minha visão talvez não seja a mais apropriada no momento para avaliar, por que comecei a usar o pacote agora, mas até agora tenho gostado bastante. Notei que é mais leve também, do que seu concorrente.


Para baixar, basta clicar aqui. Você irá para o site do BrOffice.org. Lá existem instruções muito mais detalhadas sobre o programa, sua instalação, requisitos básicos de sistema, etc. Tudo bem simples.



5 comentários:

.:.A Luciana.:. disse...

Bond, você baixou!!!! Massa, que bom que deu certo!

Gostei da parte do "...e ele ainda reconhece normalmente os arquivos gerados no Office “normal”.

Uhul!

M.V "Shogun" disse...

Querem mesmo se revoltar contra a microsoft? querem mesmo não depender de bill gates? aprendam shell e usem linux.

Daniel disse...

Reconheci a sua planilha na boa nele, Lu, rsrsrs, vale a pena, é maneiro.

_____________________________

Po, Saga, Linux é fodão, não coloco no meu pc atual por outros motivos, rsrs. Mas próximo pc que eu tiver colocarei com certeza.

Fla Metal Moderador disse...

O melhor do linux meu caro é que o registro é de graça!!!

Fla Metal Moderador disse...

PS comentei com o login errado ¬¬