terça-feira, 11 de julho de 2017

Resenha: Os Filhos de Anansi (Anansi Boys) - Neil Gaiman

Resenha: Os Filhos de Anansi (Anansi Boys) - Neil Gaiman

Dessa vez retorno para falar de uma obra envolvente do Gaiman. Os Filhos de Anansi retrata de maneira bem interessante o relacionamento de rivalidade entre irmãos. Tudo banhado com boas doses de mitologia urbana. O conceito de deuses vivendo entre nós é vigente também nesse romance de Gaiman.


Como classificar esse livro? Ele tem um pouco de drama, de ficção, de filosofia, e comédia, de suspense e até um pouco de aventura. Fica complicado limitar os conceitos do livro em um estilo preponderante.

Falando sucintamente, Anansi é o deus aranha, Dotado de características como malandragem, malícia e simplicidade, temos a figura do deus aranha vivendo em nosso mundo. Apesar de que mundos paralelos existem permeados pela história a fora.

Essa temática de deuses urbanos, deuses antigos e entidades vivendo em nosso mundo já vem sendo tratada desde os primeiros números de Sandman, com seus perpétuos.

A premissa básica do funcionamento dessa lógica é baseada na reza. A oração de fato tem poderes, e, a cada vez que alguém estiver rezando para um deus, este deus cresce em poder. Quanto mais pessoas orando, mais poder o deus adquiri. Da mesma forma, um deus receptor de muitas orações será também lembrado. Por outro lado, um deus oriundo de povos ou culturas quase esquecidas, que já deixou de ser alvo de rezas, torna-se fraco em vários aspectos. Podendo até mesmo morrer e ser esquecido para toda a eternidade.

Afinal, tudo é um ciclo, certo? Tudo acaba e tudo se transforma. Deuses não seriam uma exceção.

Dentro de todo esse mundo de oportunidades e vasto de enredos situa-se a vida de Fat Charlie, um cara simples, introvertido, com uma vida mediana, sem grandes emoções. Alguns acontecimentos de ordem familiar mudam de maneira drástica sua vida. Não darei mais detalhes para evitar spoilers, mas recomendo muito a leitura desta obra. 

A leitura prende bastante a atenção e a curiosidade sobre o que vai acontecer está sempre dominando a vontade de ler.

Já coloquei outros livros do Gaiman na fila de futuras leituras!


Nenhum comentário: