quarta-feira, 13 de maio de 2009

Mais um início

Para retomar as atividades, posto um dito do Enéas, o cara sagaz da barba grande.



"Já me chamaram até de Mussolini. Não me incomodo, apenas me divirto. Não conheço Le Pen, não gosto destas atitudes de agressão ao ser humano e sou contra a pena de morte. Não gosto dos neonazistas, isto é barbarismo. Eu gosto de ordem, de disciplina, de respeito aos valores tradicionais, de respeito à família, à propriedade, ao Estado e à Igreja. Sou contrário à discriminação das drogas. Estas comparações me fazem rir. Elas são feitas por ignorância profunda ou por má-fé explícita. Não quero que me amem ou me odeiem. Quero que saibam exatamente o que eu penso. Na televisão, eu desmoralizo todo mundo. Em um minuto ou meio segundo, eu sacudo a população quando falo. Reduzo meus adversários a pó."
- Em entrevista à Revista Isto é, no dia 13/05/98.

3 comentários:

Shogun disse...

Eu não devo ter nem um décimo da inteligência deste homem.
Mas me orgulho por de certa forma pensar como ele. Por já ter sido criticado intencionalmente ou por pura ignorância. E pela minha forma de agir e por assim como ele expressar o que eu penso doa a quem doer.

Caras assim fazem falta no mundo.

...::: A Luciana :::... disse...

Bond, sou obrigada a admitir que nunca dei a devida importãncia ao cara. Só agora, muito tempo depois, eu vejo que o cara não falava na brincadeira, mas falava sério.

De qualquer maneira, o cara era foda.

Daniel disse...

Eu sempre quis votar nele e ver como seria com ele na presidência, mas infelizmente não consegui votar nele.

Eu admiro nele a força de vontade, a certeza e a excentricidade que é característica de grandes mentes.